Cachoeira Natural

É o nome de um restaurante localizado no bairro Itaim Bibi em São Paulo.



Especializado em cozinha natural, com muitas saladas, pratos com proteína de soja, leite de soja, farinhas integrais, quase nada de açúcar, pouquíssimo uso de sal e raríssimas frituras (quase tudo é cozido, grelhado ou assado). Para não espantar quem gosta de proteína animal, servem alguns pratos à base de frango e peixes.



Tinha uma variedade de saladas, pratos quentes interessantes: strogonoff de soja, cassoulet com frango e soja, pastel de palmito assado, torta de peixe, feijoada de soja, entre outros. Algumas frutas (abacaxi, manga, melancia e papaia), mousses (com adoçante, mel ou pouco açúcar), algumas tortas lights, bolos de milho (pouco açúcar ou adoçante) e os sorvetes orgânicos (devido ao calor e ao abre e fecha da geladeira o tempo inteiro, estavam um pouco moles).
Experimentamos o de manjericão (estava insosso), mel (com mel de verdade), limão e papaia com goiaba (bem preparados).



Não servem bebida alcoólica ou refrigerantes, apenas três tipos de sucos e água.
Trabalham em sistema de buffet (almoço de segunda à sexta - R$14,00; sábados, domingos e feriados - R$15,00 e jantar de segunda à sexta - R$12,00), onde saladas, pratos quentes, sopas, frutas, doces, sorvete e bebida estão inclusos.
Na saída, olhei um pão integral de sete grãos (tinha também o de milho e um sem adição de açúcar) e resolvi levar (ainda não experimentei, mas tem a textura bem fofa).



Postado por Nina Moori.

Comentários

Valentina disse…
Cassoulet com frango deve ser interessante.
Sylvia disse…
Faz anos que nao vou nesse tipo de restaurantes acho que fiquei traumatizada da epoca em que ia aos vegetarianos e a comida era prá lá de insossa,mas parece que este tem algo mais a oferecer. Anotada a dica
Unknown disse…
Valentina, o nome do prato era cassoulet com frango, mas estava mais para um feijão branco bem temperado (ervas, tomate e salsa)com frango.

Sylvia, foi a primeira vez que entro neste restaurante, fica na rua João Cachoeira. Mas tem um que vou com mais frequencia, o Aspargo, que fica na av. Paulista, 352 (também trabalha no sitema de buffet e funciona de segunda à sexta e domingo apenas nos almoços).
Particularmente, prefiro o Aspargo ao Cachoeira Natural.


bjos as duas,
Nina.
Migas disse…
Em Portugal, nomeadamente no Porto, só à poucos anos têm aparecido este tipo de restaurantes. Só frequentava um e devo dizer que adorava as comidinhas saudáveis, cheias de sabor. Este tem sem dúvida mais variedade mas tal como o que eu costumo frequentar, em Portugal, também não serve bebidas alcoolicas. Esse de que falo, servia um vinho sem alcool. Como acho que o bom vinho, bebido com moderação, é um maravilhoso complemento da alimentação, não consigo perceber, a filosofia dos restaurantes vegetarianos não sevirem vinhos. O que acha, Nina?

Beijo e bom Domingo!
Unknown disse…
Migas, acredito que é uma tendência mundial, a preocupação com a qualidade de vida e isso inclui (dentre outros fatores) a boa alimentação.
Temos a entrada de alimentos orgânicos com força total, grãos diferentes (como a quinoa e linhaça), aumento de consumo de integrais, diminuição do uso de açúcar, enlatados, slow food e comfort food.
Noto que cada vez mais restaurantes, feiras e empórios especializados em produtos, naturais e/ou orgânicos têm aparecido na cena paulistana.
A cultura do consumo de vinho nas refeições no Brasil ainda é recente (exceto nas famílias de descendentes de italianos e portugueses, mesmo assim, só no final de semana). Eu costumo consumir uma taça no jantar. Acho válida a idéia de aliar comida natural/orgânica com vinho sem álcool ou orgânico.
Acredito que daqui uns anos, o vinho ganhará mais mercado (no Brasil) e será encarado de forma mais natural e não ligado à uma refeição espacial. Uma questão de cultura.

bjinho,
Nina.
Nina, faz tempo que eu e o Fernando não vamos lá. Gostamos muito desse restaurante.
Bjs
Unknown disse…
Débora, conhece o Aspargo? Fica na Paulista, 352. Sempre que vou, esqueço a câmera fotográfica...
bjo,
Nina.
Aspargo? Esse não conhecço.
Vai para o meu caderninho. Valeu pela dica!
Bjs,
Débora
Unknown disse…
Débora, funciona apenas no almoço de segunda à sexta e domingo. Não abre sábado porque são adventistas.
bjo,
Nina.
Tudo bem, domingo é perfeito! Quase não há lugares bons e baratos aos domingos.
E se são adventistas a comida deve ser muito boa. Estudei alguns anos num colégio adventista e a culinária vegetarina deles é ótima. Com certeza vou lá, se der, ainda esse mês.
Bjs
Unknown disse…
Débora, fazem uns dois meses que não vou almoçar lá...
bjinho,
Nina.

Postagens mais visitadas