4º Concurso Nacional de Harmonização de Charutos e Bebidas


A Prazeres da Mesa ao Vivo, sediou na sexta-feira, dia 26 de outubro, o "Concurso Brasileiro de Harmonização de Charutos e Bebidas".

Umas das etapas classificatórias havia acontecido no dia 25 de agosto entre os alunos da pós graduação em "Gestão de serviço de Bebidas com ênfase em vinhos" (post do dia 28 de agosto). A F. ficou em primeiro lugar aquele dia (merecidamente!).
O Concurso Nacional foi organizado em parceria pelo especialista César Adames e a revista Prazeres da Mesa. No total de 10 concorrentes, todos profissionais na área de epicure (exceto F., que é uma grande apreciadora de charutos).




Na apresentação/prova, cada concorrente é avaliado: em uma prova escrita e no serviço (o segundo tem mais peso na nota final) a um jurado (que faz as vezes de cliente), onde apresenta o charuto, corta e serve a bebida (justificando cada escolha). Os aromas (charuto e bebida) precisam estar em completa sintonia.


A F. fez sua apresentação com um charuto "Cohiba" (não me lembro do calibre) um 
vinho "Graham's Porto Tawny 10 Anos" e serviu também um "plus" (um mini cookie de chocolate, infusão de charuto, laranja cristalizada e castanha do Pará - que tenho o maior orgulho de dizer que confeccionei para F.). Eu não assisti a a presentação, mas o Marcel disse que a postura, desenvoltura e talento dela estavam excelentes.

F. ficou em Segundo Lugar! Estamos todos muito orgulhosos. Parabéns F.!


Postado por Nina Moori.

Comentários

Anônimo disse…
Já li alguns textos do Cesar Adamis, provavelmente ele é o melhor na área (Brasil).
O seu cookie deu sorte para a F.
abs,
Pedro.
Anônimo disse…
E a receitinha do mini cookie?
Unknown disse…
Pedro,
O Marcel já teve aula com ele na pós e elogiou muito. Também auxiliou no Concurso de Harmonização de Charutos e Bebidas. Pelo jeito o Marcel gostou da forma com que o Adames trabalha: organizado e educado.
Quanto aos cookies, eu fiquei super feliz, porque foram produzidos com carinho.

A forma com que os mini cookies foram produzidos foi para "casar" (os aromas) com o vinho e tabaco do charuto utilizado pela F.
O sabor do bicoito é marcado pela picância concedida pelo tabaco. Um produto que eu não ofereceria para uma criança ou para quem não está acostumado a sabores fortes, por exemplo.

abs,
Nina.
Anônimo disse…
Mas, e a receita?
Unknown disse…
Você é apreciador de charuto?
A receita foi desenvolvida exclusivamente para o vinho e o charuto da apresentação da F.
Caso queira que eu desenvolva um cookie para você combinar com determinado charuto e bebida, entre em contato comigo via e-mail.

abs,
Nina.

Postagens mais visitadas