Chila - Buenos Aires

Quando entramos na estrada (Ruta 1) ainda estava escuro (nesta época do ano, demora mais para o dia clarear). Após duas horas de viagem de carro em uma rota tranquila, chegamos à cidade de Colonia del Sacramento (Uruguay).
Fizemos o check-in no hotel e fomos em direção ao Porto para pegar o Buquebus em direção à Buenos Aires (lembre-se que é necessário chegar uma hora antes ao terminal, já que é uma viagem internacional).
A viagem de Buquebus de Colonia del Sacramento para Buenos Aires pode durar 1 ou 3 horas, dependendo do tipo de embarcação.

dentro do Buquebus


no Terminal em Buenos Aires (em Puerto Madero - infinitamente mais prático que chegar pelo aeroporto)


Chegamos em Buenos Aires com vontade de circular um pouco pela cidade até o horário do almoço. Em um primeiro momento, não compreendemos a razão do tráfego intenso naquele dia. Quando perguntamos ao taxista, ele disse que era devido às obras de ampliação do Subte (metrô porteño). Mais tarde, ficamos sabendo que naquele dia haviam aprovado o matrimônio homoafetivo na Argentina e, duas passeatas (uma pró e outra contra) ocorreram nas avenidas de principal circulação.
Como o frio estava intenso (até então, o dia mais frio do ano), entramos em um dos Shoppings porteños para passar o tempo. Ao trocar um pouco de Real para Peso argentino, suficiente para um dia, nos deparamos com um processo bem burocrático (algo que ainda não havíamos observado nas viagens à Argentina anteriormente). Queriam informações sobre hotel (nome, endereço, etc) e dia de entrada e saída do país, além, é claro, dos documentos usuais. Talvez seja uma forma de tentar coibir as tentativas de circulação de notas falsas que podem enganar turistas desatentos com mais facilidade.
O Marcel havia lido na revista El Conocedor, uma matéria sobre restaurantes e se interessou pelo Chila (em Puerto Madero).


Após o couvert com ótimos pães, boa manteiga e um tipo de trio de aves (escabeche, caldo morno e bolinha com recheio líquido), pedimos as entradas: Servicio de quesos (4 queijos) e Mollejas de chivo, panceta, crema suave de repollo, verduras de invierno y caldo. Os queijos estavam corretos e, as mollejas espetaculares! O Marcel mencionou que esta molleja foi a melhor entrada que já comeu na vida, tenra, com sabor delicado e técnica perfeita.



Para os pratos principais: Magret de moulard, manzanas golden asadas, compota de granny smith y gelée de jengibre e Cochinillo en cocción larga, maracuyá, raviol de manitas, puré de echalotes y ensaladita - ambos muito bons, com equilíbrio de sabor e textura (o pato tinha realmente aquele sabor selvagem que não encontramos no Brasil)



Por razões óbvias, pulamos a sobremesa. Quem sabe na próxima vez...
O serviço da brigada de salão estava impecável.

Faixa de preço: $$$$$ (por pessoa)

Saímos felizes do Chila e fomos caminhar por Puerto Madero, sem nos importar com o vento gelado.


Postado por Nina Moori.

Comentários

Nane Cabral disse…
Olá, vou a Buenos Aires em janeiro de 2011 e gostei das dicas, será que teria mais algumas para postar? ou poderia me passar, meu e-mail é epcabral@uol.com.br obrigada! www.vovoqueensinou.blogspot.com Nane
Gourmandise disse…
Nane, amanhã postarei mais sobre Buenos Aires. Tem um post de 2009 também: http://gourmandisebrasil.blogspot.com/2009/02/mi-buenos-aires-querido.html

Qualquer dúvida envie e-mail para gourmandisebrasil@hotmail.com

att,
N.
Balut disse…
Adorei seu blog amiga!!! SAbe não sei muito bem o que pode significar " os queijos estavam certos" porque sabe que invento das minhas na cozinha.. . e pra mim certo é o saudável gostoso..rs..mas acho bem bacana e vou entrar aqui pra aprender com vcs...beijos pro Marcel
Dani Etoile disse…
Nina, essa viagem Uruguai - Argentina, também está nos meus planos. Puerto Madero realmente é demais!
Bj,
Dani
Dymaima disse…
A gastronomia de Buenos Aires é espetacular!
Perto de minha hospedagem Buenos Aires havia muitos lugares para ir a comer, e alem de gostosos eram econômicos!
Bjs

Postagens mais visitadas