Artisan bread, queijo de ovelha e Madeira

Já perdi as contas de quantas vezes assei o No-knead bread. Inclusive com inúmeras modificações: 50% e 100% farinha integral, adição de aveia em flocos e em farinha, farinha de centeio, acrescentei quinoa, farinha de cenoura, oleaginosas, páprika, ervas secas, farinha de limão, gergelim...
Achei que já era hora de testar o Artisan bread. Fiz apenas meia receita e deixei na geladeira por cinco dias (recomenda-se conservar até quinze dias). Esperava mais acidez e desenvolvimento de aromas mais intensos no pão pronto. Talvez deva esperar mais alguns dias de fermentação.


De qualquer forma, serviu como base para um ótimo queijo de ovelha amanteigado português. Acompanhamos com o vinho Madeira Henriques & Henriques Bual 10 anos que mostrou boa acidez e aromas de caramelo, iodo, oleaginosa e laranja amarga.



Postado por Nina Moori.

Comentários

clau disse…
Este vinho madeira me fez lembrar dele sendo acompanhado com o pao de mel que eles fazem ali, uma coisa sensacional!
Mas acompanhando um belo pao caseiro com queijo, deve tb ficar muito bom...
Mas este post seria para ser comentado pelo meu marido, que é maitre sommelier profissional.
Pq eu, coitada de mim, aprecio estas coisas como aprecio arte moderna: através da empatia, rss.
Boa semana para vcs!
Le Vin au Blog disse…
Que lindos esses pães. Deu até uma fome. Beijos. Rafaela
BRUNO disse…
Que boa pinta tem esse queijo "amanteigado".... Deve ser um queijo de Azeitão ne?
Um queijo super cremoso e intenso de ovelha daraça Bordoleira feito na zona de Setubal, perto de Lisboa. Acompanha perfeitamente uma geleia de chilli ou tomate, vinho tinto da zona de Azeitao, ou um jerez. Maravilhoso....Não sabia que ja se podia comprar essas maravilhas no Brasil...
Parabens
Rogério disse…
Nina, tudo bem?
Este queijo você conseguiu no Brasil?
Beijo
Rogério
Anônimo disse…
O Marcel comprou no Pão de Açúcar.
Adorei comer com geléia de damasco.

bjos,
N.M.

Postagens mais visitadas