Sushi Zanmai (Tsukiji Market) - Tokyo

Mais uma vez a fácil tarefa de escolher um restaurante aleatoriamente em Tokyo trouxe bons frutos. Após visitar o mercado Tsukiji e a dezena de ruas em sua volta com lojas de alimentos, começou a chover. Entramos no primeiro restaurante que avistamos, o Sushi Zanmai
Depois de pedir os niguirizushis favoritos, como vieira, ouriço, sardinha e polvo, pedi um prato que trazia o atum em vários cortes. Realmente a textura de um otorô é incomparável com outros pescados, mas no corte magro é onde está o verdadeiro sabor do atum e demanda maior técnica do sushiman.
Apenas para não perder o registro, o misoshiru com wakame era sensacional.


ouriço, vieira, sardinha e polvo


atum em diferentes cortes

reportagem do Paladar dentro do restaurante

Faixa de preço: $$$$

Postado por Marcel Miwa.

Comentários

Silvia - BH disse…
Misoshiru é tão simples mas queria uma receita para fazê-lo muito saboroso. Voltei a fazê-lo recentemente e por conicidencia usei alga wakame.
Gourmandise disse…
Um dos segredos do misoshiru é a qualidade do miso. Não gosto daquela marca famosa de shoyu. Gosto de misturar um pouco de sake e um pedaço de kombu no miso e deixar "curtir" por uma semana antes de usar.
Outro passo importante é adicionar o miso no fim, depois que tudo está cozido. Miso no misoshiru não se ferve.
N.
Silvia - BH disse…
Nina, uso misso macrobiotico que diluo com um pouquinho de água e adiciono no final, fora do fogo. A dúvida é o começo :( como se faz desde o início e com quais ingredientes? O que é aceitável acrescentar ao missoshiru?
Gourmandise disse…
Silvia, pode usar uma infinidade de ingredientes: vôngole, algas em geral (menos o nori), batata cortada em palito, tinguensai, acelga, cebolinha em pedaços grandes...

Postagens mais visitadas