Caroline Chocolat

Cheguei a passar na frente desta bomboneria porteña (Calle Marcelo T. de Alvear, 990. Centro) três vezes antes de entrar. Pensei: Vou deixar para o último dia de viagem e levar para São Paulo.
Nesta pequena casa, uma loja bonita e moderna (me lembrou essas lojas super iluminadas que vendem óculos de Sol), a vendedora atenciosa me explicou sobre os produtos. Disse que os bombons eram confeccionados com chocolate importado. Aqui no Brasil, provavelmente diriam que o chocolate é belga/suíço.
Escolhi a caixinha para nove unidades: Crocante higos secos (bom), Crocante tomillo (erva equilibrada, mas sem presença do crocante), Lavanda (trouxe dois - a flor estava um pouco exagerada), Japanese matcha green tea (suave demais), Crocante cilantro (faltou crocante e o coentro estava muito discreto), Azafrán canela (parecia cúrcuma e na hora que degustamos nem lembrei da canela), Hinojo (o meu preferido) e 4 berries andinos (feito com redução, na medida certa).
Quando abri a caixa de chocolates, li o ótimo folheto explicativo que indicava cada bombom e sugeria armazenar a caixa fechada com filme plástico na geladeira (e retirar 1 hora antes de degustar) por até oito dias.
Foi a segunda vez que degustei chocolates gourmets argentinos. A chocolateria Tikal ainda é minha preferida (o acabamento dos bombons era mais delicado, sem emendas).


Outro dia, durante uma aula, foi levantada a questão sobre com quais sabores a semente de coentro combinava. Achava que o casamento com chocolate seria estranho, mas mudei de idéia (preciso expandir meus horizontes e de muita parcimônia, sempre). Quem sabe num creme de chocolate ou ganache.

Postado por Nina Moori.

Comentários

Rafael Mantesso disse…
Olá Nina tudo bem..

Valeu pela dica lá no Blog marketingnacozinha.com.br, no post do "Cozinheiro Suicida". Consertei o erro que dizia que era Vatel, o criador do Chantily!.

Muito obrigado pela visita e pela dica!

Abs!!

Rafael Mantesso
LPontes disse…
Existem vários chás na província de Yunam, no sudoeste da China.
os mais conhecidos são os Pu Erh e o famoso vermelho Tuocha, em forma de "donut" prensado.
O seu aroma é muito característico com notas de madeira acentuadas.

Veja http://www.tuochatea.com/history_of_yunnan_tea.htm

Postagens mais visitadas