Pavlova

Merengues me lembram a infância. O sabor daquelas tardes açucaradas na casa da avó. Sabor daqueles pequenos suspiros misturados com chantilly e moranguinhos da horta do avô.
Dias atrás, confeccionamos em aula, Pavlova, Vacherin e Cisnes. A Pavlova (recebeu este nome em homenagem à bailarina russa Anna Matveievna Pavlova) é um doce à base de merengue, chantilly e frutas frescas muito difundido na Austrália e Nova Zelândia. Vacherin (recebeu este nome por assemelhar-se com o queijo Vacherin) é um doce confeccionado com dois discos de merengue unidos com sorvete de baunilha. Os Cisnes foram feitos com asas e pescoço de merengue unidas com chantilly.


Pavlova:
(10 porções - 100% = 100g)
90% de clara de ovo em temperatura ambiente
1% de suco de limão
169% de açúcar refinado 1
23% de amido de milho
3% de vinagre de vinho branco (álcool ou limão)
200% de creme de leite fresco
50% de açúcar refinado 2
100% de morango maduros
100% de mirtillo fresco
100% de cerejas frescas
folhas de hortelã fresca
Açúcar vanille (para polvilhar)
Faça um merengue francês com as claras e o açúcar refinado 1.
Incorpore o suco de limão e o vinagre. Incorpore o amido de milho peneirado.
Espalhe com espátula sobre silpat (modele um disco alto de 22cm de diâmetro) e asse à 150ºC por 40 minutos. Esfrie no forno desligado.
Faça um Chantilly com o creme de leite fresco e o açúcar refinado 2.
Decore com as frutas (pode substituir por kiwi, uvas sem semente, framboesa, amora, physalis, gomos de laranja, manga e pêssego - sempre frutas frescas) e hortelã. Polvilhe um pouco de açúcar vanille.

Pavlova também é uma das sobremesas preferidas de F.

Dúvida sobre os pesos e medidas dos ingredientes? Clique aqui.

Postado por Nina Moori.

Comentários

Anônimo disse…
Quando você era criança comia comida de criança? Imaginei uma pequena Nina se alimentando de queijos, pães de fermento natural e vinho do Porto na mamadeira. hehe
Onde posso encontrar o queijo Vacherin?
Flavia Pantoja disse…
Outro F. aqui cuja sobremesa preferida é o vacherin! Eu misturo um purê/coulis de frutas vermelhas direto no chatilly, e enfeito com as frutas frescas!
Ninaaaaaa!! Assim você me mata de água na boca!!! Iso na casa da minha avó era simplesmente merengue de morangos, e foi sempre a minha sobremesa favorita, que aparecia pela primeira vez no ano sempre no meu aniversário (meio de junho, quando os primeiros morngos começavam a aparecer...)

Que delícia!

Faço até hoje aqui em casa, mas nunca me aventurei a preparar o suspiro. Um dia desses vou tentar...
Gourmandise disse…
Quando era criança, conhecia pouco sobre queijos. Os únicos que fazim parte da minha vida eram os Minas frescal, o Meia cura e aqueles tipo plástico (mussarela e prato nacionais). Só comia pães de forma integrais e pães franceses (bisnaguinha e afins não eram agradáveis). Quanto aos vinhos, não é comum oferecer (mesmo que diluído) à crianças no Brasil. Uma pena. Mas tento tirar todo o atraso.

Um pouco de suspiro quebrado no meio de um chnatilly com pouco açúcar fica bacana. Dá uma textura.

Estas comidinhas lembram a casa da minha avó, já que em casa os doces eram raros. Muitos restaurantes serviam morangos com chantilly.
Alguns fornos não estabilizam a temperatura baixa, pode-se deixar a porta do forno entreaberta para secar os suspiros.

bjos,
N.
Raquel Silvino disse…
a sua Pavlova está muito melhor do que a nossa feita em aula, a nossa estava muito alta e a sua não por que?
vou tentar fazer uma Pavlova nas férias com frutas mais natalinas.
beijos Raquel.
Gourmandise disse…
Raquel,
Esta Pavlova também ficou alta, mas o ângulo da foto achatou-a.
Lembre-se de esfriar a pavlova dentro do forno desligado com a porta semi aberta.

bjo,
N.
Gourmandise disse…
Após a reportagem sobre o queijo Vacherin Mont-D'Or no Globo Rural, recebemos muitos e-mails de pessoas interessadas no produto.
No Brasil, ninguém importa este queijo. Ainda. Quem sabe um dia o Sta Luzia, Sta Maria ou Caseus se interessem pelo produto...

att,
Nina Moori.

Postagens mais visitadas