Blinis

Passei o resto do final de semana com vontade de comer blinis (de verdade) com geléia (vejam o post No mínimo Pitoresco! ).
As blinis clássicas são confeccionadas com farinha de sarraceno e são o acompanhamento clássico para o caviar e creme azedo (Blinis Davidoff).
As minhas foram feitas para degustar com mel e geléia. Nem de longe parecidas com crepes, são bem menores, fofinhas e com sabor completamente diferente (do sarraceno e da fermentação).

Blinis:
(3 porções - 100% = 50g)
100% de farinha de sarraceno
100% de farinha de trigo
20% de açúcar refinado
300% de leite
50% de manteiga
100% de ovo caipira
3% de fermento biológico seco
1% de sal

Aqueça a manteiga até derreter, junte o leite (deixe amornar).

Misture os ingredientes secos e verta a mistura líquida e o ovo. Misture com fouet. Cubra com filme plástico e deixe repousar por 1h. A massa fica bem mole e espuma bastante após crescer.
Aqueça uma frigideira ou chapa, unte com óleo e coloque colheradas da massa. Deixe dourar levemente e vire. Difícil!?
Servi ainda quente regando mel e guarnecido de geléia de amora com groselha e geléia de damasco e amaretto.




Dúvida sobre os pesos e medidas dos ingredientes? Clique aqui.


Postado por Nina Moori.

Comentários

Nossa, que delícia! Nem de longe parecia com os crepes ressecados que comemos.
Beijos,
Débora
Laurinha disse…
Nunca comi...
Bem, as fotos devorei!!:DDD
Beijinhos,
laila disse…
humm blinis que delicia!!! e as suas estão lindas..,a apresnetação super charmosa Nina!! ai nao acreditei qdo vi a mosca na fto do merengue...fiquei pasma!!!!bjos
Mariângela disse…
Nina, nunca provei,costumo fazer crepes,panquecas e waffles mas os blinis me parecem diferentes,tá na lista,adoro para o cafézinho(ou chá) da tarde,estão apetitosos,beijo!
pipoka disse…
Os seus blinis estão lindos. Adorei saber a receita. Fui ver a foto dos do restaurante...parece impossível, num restaurante russo servirem crepes como se fossem blinis...Cá em Portugal também acontecem umas coisas assim estranhas. Há uns dias comi uma moqueca brasileira...tão legítima que, em vez de leite de coco, levava natas!
Débora, eu gosto de crepe, mas esparava por blinis....rsrs

Laurinha, mesmo esperando 1h para a massa descansar, são fáceis de fazer, não tem segredo!

Laila, sirva-se à vontade! Achou a mosca! rsrs

Mariângela, elas combinam bem com creme azedo, queijos cremosos, salmão defumado, geléias, goiabada cremosa, doce de leite....solte a imaginção!

Obrigada Pipoka! Acho que nos serviram crepes porque o chef era francês (rsrs). Nossa, natas na moqueca para mim é inédito!

bjinhos,
Nina.
You read my mind! Andava com blinis na cabeça há um tempão. Comi uns óptimos, variante de milho, na Croácia e este fds vou tentar ensaiar uns! Esses ficaram irresistíveis
Ei também gosto de crepe, mas não daqueles que comemos.
No poto do Café Pittoresque coloquei o link para seu post sobre Blinis também. Depois dá uma olhada.
Beijos,
Débora
Marizé disse…
Fiquei com água na boca só de ver as fotos dos seus blinis.
Que tentação!!!

Beijocas
Anônimo disse…
Está lindo e apetitoso!Parabéns.
Alguém sabe me dizer se temos farinha de sarraceno em Portugal e o que é um ovo caipira?
júlia
Eu compro sempre blinis já prontos. Daqueles que só precisam de passar pelo forno. Não tinha receita... até agora! Ficaram bem bonitos.
Akemi disse…
Nina, comprei um pacote de farinha sarracena e agora vc me deu uma ótima idéia de como usá-la! Achei show sua receita e as geléias, um luxo só! São caseiras?
Sobre o restaurante, foi uma pena que a comida não tenha sido das melhores (para ser otimista) mas o bom foi o encontro dos amigos!
Bjs
Semente de sésamo, com milho! Hum...deve ficar bom, foi feita com os grãos ou com a farinha?

Débora, obrigada por linkar as minhas humildes blinis....

Obrigada Marizé, apenas reguei com mel e servi com geléias.

Júlia, se não me engano, em Portugal chamam de trigo mourisco (apesar de não ser um trigo de verdade). Ovos caipiras são os produzidos por galinhas caipiras, criadas de forma mais livre e sem tantas vacinas e hormônios. São um pouquinho menores que os comuns e têm a gema mais amarelada.

Cravo da índia, acho esta receita fácil, não tem nenhum segredo. Espero que goste!

Akemi, vc pode usar tbm para finacier, fica muito bom! Estas geléias são de uma casa em Campos de Jordão (Baronesa Von Leihner) - eles possuem uma estufa para as frutinhas, qdo fui gostei do conceito de trabalho...
Com certeza fizemos novos amigos!

bjinhos a todas,
Nina.
joana pellerano disse…
Blogueiros gulosos do meu Brasil (e de Portugal),
Eu podia estar roubando, blá blá blá, mas na verdade venho é pedir sua ajuda mesmo. Acontece que já está na hora de mais um Menu For Hope, e dessa vez o Brasil foi convidado para entrar na dança.
Explico: o Menu For Hope foi criado há cinco anos por Pim Techamuanvivit, do blog Chez Pim (http://chezpim.typepad.com/), para ajudar as vítimas do Tsunami, e deu tão certo que vem arrecadando uma grana para boas causas desde então. Como? Leiloando doações de blogueiros do mundo todo; coisas como jantares em restaurantes, livros autografados, cestas com coisinhas gostosas típicas de uma determinada região. Em 2006 essa brincadeira arrecadou quase 63 mil dólares para o Programa Alimentar Mundial da ONU (http://www.wfp.org/portuguese/), e esse ano pretende direcionar a ajuda para um programa de alimentação escolar em Lesotho, na África.
Se você acha que pode ajudar essa causa bacana – seja doando um prêmio ou só divulgando o leilão no seu blog - entra lá no meu Apetite (http://apetite.blogspot.com/) para entender melhor como funciona a coisa.
Obrigada pela ajuda, amiguinhos.
Beijo,
Joana
Joana, ainda hj publicarei sobre o leilão.
bjo,
Nina.
Anônimo disse…
bgada Nina. Vou tentar encontrar essa farinha.~
bjs

júlia
Dani Toré disse…
Sou apaixonada por blinis.
Os seu ficaram dignos de capa de revista, belas fotos.
Bjs
Sylvia disse…
Que delicia Nina, e pensar que no fim de semana estive com trigo sarraceno em minhas maos e deixei.
Volte sempre Júlia! :)

Dani, obrigada! Fiquei lisonjeada!
Sirva-se à vontade...

Sylvia, não posso ver uma farinha diferente que acabo comprando....rsrs

bjinhos,
Nina.
Paula Kawashita disse…
Estou com água na boca!
Desejo fazer essa receita logo!

Mas fiquei em dúvida sobre o que seria o fouet.

Passarei meu e-mail para que, se preferir, me responder nele
kawashitaa@hotmail.com

Obrigada!
Paula, enviei para o seu e-mail uma foto de fouet.

bjo,
Nina.
Terê Bruski disse…
que delicia os blinis!!!
mas, onde encontrar a frigideira para faze-los, 3 ou mais de uma só vez? obrigada Tereza
Gourmandise disse…
Terê, já vi vender na rua Paula Sousa. Mas a cocção da blinis é tão rápida que prefiro utilizar uma concha pequena e fazer em frigideira de com tefflon levemente untada com óleo ou manteiga derretida. Verta umas 4-5 porções por vez, vire depois que crescer e inflar. Pronto!

bjo,
Nina.

Postagens mais visitadas