Gnocchi turco?!

Ganhei dois pacotes de bulgur turco e, depois de muitos tabules, cozidos e kibes de bandeja/cru/frito não sabia mais o que fazer. Fui dar uma olhada num livro sobre cozinha turca e vi a referência sobre um tipo de sopa de gnocchi com o trigo grosso. O único problema deste livro é que não tem receitas (e vocês ainda reclamam das minhas porcentagens).
Cozinhei o burghul como se fosse gnocchi de semolina, temperei com harissa (sei, sei que misturei Turquia com Tunísia) e servi com molho picante de tomate. É o tipo de miscelânea que costumo fugir quando leio no menu de um restaurante, mas juro que o resultado final foi bom.


Gnocchi de trigo burgol (adorei as diferentes grafias do tal trigo grosso):
(3 porções - 100% = 140 gramas)
100% de burgul (processe para ficar mais fino)
360% de água filtrada
60,7% de fubá
35,7% de ovo
42,8% de farinha de trigo
10% de harissa
5,7% de sal marinho
pimenta do reino e canela moídas na hora
Misture o trigo, água e fubá em uma panela e leve ao fogo baixo. Cozinhe mexendo com espátula por cerca de 15 minutos ou ficar com consistência de polenta. Troque de recipiente e deixe amornar.
Adicione o ovo, sal, especiarias e harissa. Acrescente a farinha de trigo aos poucos. Boleie (tamanho de gnocchi) com as mãos úmidas e faça uma depressão com a ponta do dedo (criando uma cova). Deixe secar sobre silpat por 1 hora.
Faça um molho com alho laminado, tomate fresco (sem pele e sementes), mel, sal e harissa.
Cozinhe as bolinhas em água fervente com suco de limão (exatamente como o gnocchi) e finalize na sautese com o molho de tomate. Sirva com salsa, hortelã e colheradas de coalhada seca.


O que são estas porcentagens?

Postado por Nina Moori.

Comentários

Postagens mais visitadas