Como fazer o seu kombucha

Kombucha é uma bebida antiga à base de chá adoçado e fermentada com uma colônia de bactérias. Enquanto alguns afirmam que é uma bebida probiótica com inúmeros benefícios eu bebo porque gosto do sabor (levemente acidulada e fizzy).

kombucha e sua madre

A primeira tentativa de fazer kombucha em casa não deu certo. Eu não tinha a tal madre (scoby) e  tive a esperança de que a fermentação espontânea do chá a criasse. O odor ficou estranho e um mofo verde surgiu na superfície. Joguei tudo fora. Arquivei o projeto até encontrar um kombucha não pasteurizado e criar a minha madre.
Consegui convencer um amigo a trazer uma garrafa de raw kombucha na mala de New York - o que seria do Gourmandise sem esses amigos?! - e comecei a experiência (depois de convocar os deuses da fermentação e entoar canções de dança da levedura espontânea).

o kombucha comercial não pasteurizado e orgânico

Como criei a minha madre de kombucha: preparei o chá (use camellia sinensis para este tipo de bebida) com trezentos e oitenta mililitros de água mineral e três gramas de assam, adocei com vinte e dois grama de açúcar orgânico e deixei esfriar em um pote de vidro esterilizado. Adicionei sessenta mililitros do  kombucha comercial, cobri com papel toalha, vedei com elástico e deixe fermentar por meio mês (este tempo pode variar de acordo com o clima - 10-15 dias) em local escuro e seco. Uma camada esbranquiçada surgiu boiando sobre o líquido com pequenas bolhas da fermentação. É importante observar constantemente, se embolorar ou o odor ficar desagradável jogue fora e comece tudo de novo. Não consumi este primeiro líquido, apenas reservei  uma parte para começar um novo.

kombucha scoby

Como fazer o kombucha: aqueça (100%) setecentos e sessenta mililitros de água mineral e faça um chá com (0,78%) seis gramas de chá preto, verde, fermentado ou semi-fermentado (o importante é ser camellia sinensis pura - usei assam) e (5,7%) quarenta e quatro gramas de açúcar. Deixe esfriar naturalmente e coe. Coloque em uma jarra de vidro (não use metal) esterilizada com trinta e cinco gramas (4,6%) de madre e (15,7%) cento e vinte mililitros do kombucha anterior (lembre-se de reservar uma parte para recomeçar o próximo). Cubra com papel e elástico e deixe em local seco e escuro por 5-7 dias (depende do clima). Retire a madre, reserve parte do líquido e coe. Engarrafe e deixe descansar por 2-3 dias em local seco. Coloque na geladeira antes de beber.
Não precisa seguir exatamente estas medidas, basta usar as porcentagens como referência e adaptar ao seu consumo ou capacidade dos utensílios.

a fermentação

Postado por Nina Moori.

Comentários

Marisa Ono disse…
Sabe o que me deixa intrigada? Como é que surgiu o kombu-cha (que no Japão chamam, se não me engano, de kinoko-cha)? Deve de haver alguma maneira de obtê-lo de maneira expontãnea. Só que nunca encontro nada a respeito.
Marisa,
deram o nome de kombu a esta bebida porque achavam que era um tipo de alga, mas depois descobriram que se tratava de uma colônia de leveduras simbióticas (scoby). Tentei achar o kinoko-cha no Japão, mas confesso que sem saber ler ficou muito difícil... hehe
Anônimo disse…
A fermentação da levedura é obtida pela casca de frutas. Simplesmente
Qual fruta anônimo? A adição de frutas é somente na segunda fermentação, para criar a "carbonatação". No início é somente chá e açúcar.

N.
Rosa Cryms disse…
Por q alguns usam vinagre???
Rosa,

Leia aqui: http://www.thekitchn.com/how-to-make-kombucha-tea-at-home-cooking-lessons-from-the-kitchn-173858

Postagens mais visitadas