Polenta com portobello e prosciutto crudo

Alguns pratos ficam na memória.
Não precisam ser onerosos ou sofisticados. Bastam aguçar o nosso paladar para serem lembrados para sempre.
Anos atrás, o Marcel provou em Treviso, na Itália, esta polenta no único restaurante que encontraram aberto para o almoço após as catorze horas. Nem os cirerones que o guiavam conheciam a Ostaria ai Carraresi (Via Palestro 42/A).



Apesar da expectativa ser quase zero, o resultado foi memorável: simples, rústico e com sabores marcantes.
Com este prato na lembrança, tentamos reproduzir uma versão em casa.
Polenta tipo bramata cozida com 50% leite integral e 50% fundo caseiro de legumes, sal marinho, manteiga e um pouco de salsa fresca. O cogumelo tipo portobello fresco foi salteado com alho e um pouco de vinho tinto seco.
Na hora de servir, colocamos fatias finas de prosciutto crudo sobre a polenta bem quente (para que a gordura começasse a derreter) e o "molho" de cogumelos.


Acompanhamos esta polenta com o vinho Luiz Argenta Cabernet Franc 2009.


Postado por Marcel Miwa e Nina Moori.

Comentários

Lucas Spinelo disse…
Parabens, ficou lindo, deve ter ficado muito gostoso tambem!
suhanacole disse…
Olá Mina e Marcel, achei engraçado vcs colocarem que foi difícil encontrar um restaurante aberto após as 14h. Estive recentemente na Itália e tive o mesmo problema, tinha que me contentar em comer os grandes Panini ou piadina.
Muriel.
Gourmandise disse…
Lucas,
Não ficou tão boa quanto a polenta que o Marcel experimentou em Treviso, mas foi um bom jantar.


Muriel,
Nós (moradores da cidade de São Paulo) é estamos acostumados a fazer as refeições em horários não convencionais. Sempre temos a desculpa do trânsito ou do trabalho. Ficamos acostumados aos horários malucos da cidade...rsrs

bjo,
N.
Claudio disse…
Oi Nina e Marcel,

Tudo bem?
O que acharam deste vinho? Qual o valor dele?

Abs.,

Claudio - Le Vin au Blog
Gourmandise disse…
Claudio,

O preço referência que recebi era R$41,00. 12,7% de álcool, boa acidez e zero de madeira. Um Cab. Franc do Loire. Me agradou.

abs,
Marcel.
Anônimo disse…
A sua polenta ficou mais apetitosa.
P.

Postagens mais visitadas