Camarão seco, pimenta biquinho e polvo

Me tornei fã da Farofa de camarão seco e dendê depois que F. preparou para escoltar a sua deliciosa Moqueca de peixe.
Eu não me lembrava exatamente das medidas para fazer a farofa. Segui a intuição. Processei os camarões grosseiramente, refoguei rapidamente em azeite de dendê e uni farinha de mandioca. Ficou saborosa, mas acho que faltou um pouco de dendê.




Sou um ser humano de fases. Estou tentando largar a fase do Gazpacho, já que o clima está ficando menos favorável à sopas geladas.
Nas últimas semanas, acredito que consumi mais pimentas que o normal. Talvez venha por aí, a fase da Pimenta.
Bolos com pimenta da Jamaica, Red Savina na sopa de abóbora (ou seria abóbora na sopa de pimenta?), molho de pimenta de cheiro amarela (salteada, no alho e azeite, um pouco de cachaça e vinagre de vinho branco, processada, coada e devidamente armazenada), Filet au poivre vert...

Um pacotinho de pimenta biquinho apareceu na minha cozinha. Pensei em fazer uma conserva, mas quando senti aquele perfume delicado, senti vontade de comê-las na hora. Foram prontamente salteadas com alho e azeite e um toque de flor de sal de Mossoró.




Como será que devo chamar este prato à base de polvo? Seria um Ensopado de polvo?
Tomate refogado com cebola e alho até ficar tenro, pedaços de polvo, sal marinho e salsa. Para acompanhar, Farofa de camarão seco e Pimenta biquinho salteada.


Postado por Nina Moori.

Comentários

Dani Etoile disse…
Nina, só você mesmo para combinar um monte de coisas com essa maestria!
Um beijo,
Dani
Eduardo Luz disse…
E viva o polvo! Ainda mais com farofa!
Você mesmo que fez o octopussy?
Abs
Gourmandise disse…
Só usamos o que tinha em casa para fazer o almoço.

O polvo precisa ser cozido por alguns minutos ou por horas. Em geral, na cozinha nipônica, o polvo é cozido rapidamente para manter o sabor e ficar apenas tenro. Coloquei o polvo no fim da cocção.

bjos,
N.
clau disse…
Esta tudo muito bonito.
Mas ver esta farofa me fez sentir uma coisa que eu nao sabia, ao menos conscientemente: adoro farofa!...
Bjs!
Anônimo disse…
Como é que descreve esta receita de polvo como se fosse algo do dia a dia?
Encontro este camarão seco em São Paulo?
Gourmandise disse…
Havíamos comprado polvo sem pensar em como iríamos cozinhá-lo. Unimos o que tinha na geladeira.
Nunca encontrei camarão seco desta qualidade em São Paulo. Só achei daqueles pequenos, super salgados e rançosos nas casas do Norte.

att,
N.

Postagens mais visitadas