segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Risotto de aspargo e limão

O que fazer quando estamos com preguiça de cozinhar, nenhum ânimo para encarar um delivery e zero vontade de sair para jantar?
Dormir com fome?
Ou rever uma das questões anteriores?
Abri a geladeira e lembrei do aspargo.
Hum... aspargo grelhado!
Mas só isso? Ainda não estou evoluída o suficiente para eliminar carboidrato no jantar.
E um risotto?
E um pote de fundo de legumes saiu do congelador direto para a panela


Risotto de aspargo e yuzu (duas porções): refogue uma cebola pequena brunoise e um dente de alho amassado em azeite. Una um maço de aspargo fresco em pedaços (reserve as pontas). Adicione cento e cinquenta gramas de arroz carnaroli. Coloque quarenta e cinco mililitros de Noilly Prat. Acrescente fundo de legumes quente aos poucos, misturando com espátula. Una uma colher de sopa de casca de limão yuzu desidratada (ou metade de zeste do yuzu fresco) e sal Maldon. Quando o arroz estiver quase pronto agregue as pontas do aspargo fresco e pimenta do reino Tellicherry moída na hora. No final da cocção, desligue e incorpore vinte e cinco a trinta gramas de manteiga sem sal gelada em cubinhos. Misture até derreter, verifique o tempero e sirva.


Postado por Nina Moori.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Bala de melancia

A bala de melancia japonesa segue a mesma linha da bala de tomate. Não tem nenhuma similaridade com aquele chiclete com recheio líquido sabor melancia-de-mentira borracha cor-de-rosa.
É até engraçado sentir o gosto da melancia em uma bala levemente salgada.


"mini melancias"

Faixa de preço: $ (em Tokyo)

Postado por Nina Moori.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Queijadinha

Ontem foi um dia de testes na cozinha. 
E depois de muitos ovos, açúcar e queijo ralado: queijadinhas.


Meio doce, meio salgada.
Uma camada crocante de queijo.
Um creme assado de ovos.
Com sabor de infância.


Postado por Nina Moori.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Panna cotta de amêndoa e mel

Uma parte da pasta de amêndoa italiana virou recheio de crepe (usei aquela massa de fubá) e o restante foi parar na panna cotta.
Não acrescentei creme de leite fresco à panna cotta porque esta pasta de amêndoa já tem untuosidade o suficiente.


Panna cotta de amêndoa e mel:
(3 porções - 100% = 300 gramas)
25,3% de pasta de amêndoa
100% de leite integral (usei Leitíssimo)
11% de mel de flor de laranjeira
1,6% de gelatina em pó
8,3% de água filtrada
Hidrate a gelatina na água.
Leve os demais ingredientes ao fogo. Quando ferver, abaixe o fogo e cozinhe por 3 minutos. Troque de recipiente e una a gelatina. Misture e divida entre 3 copos (xícaras, taças, ramequins, forminha...). Gele por 4 horas ou firmar.
Sirva com calda de morango ou pêssego.


Postado por Nina Moori.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Pão crocante de grãos

Quando terminei de assar fiquei pensando qual seria o melhor nome para este tipo de pão.
Seria um tipo de lavosh
E pão sueco seria um erro imenso.
Crostata não é pão. É um tipo de torta italiana.
Em inglês funcionaria o nome crispy bread.


Pão crocante de grãos:
(10 unidades - 100% = 100 gramas)
105% de farinha de espelta
26g% de farinha de centeio
20% de semente de linhaça
5% de sal rosa
60% de kefir
5% de melado de cana
15% de água mineral
77% de fermento natural maduro (usei o Andreu)
100% de trigo em grão germinado (e cozido por quinze minutos - esfrie antes de usar)
 Misture tudo, menos o trigo. Trabalhe a massa até ficar elástica. Una o trigo. Boleie, e deixe crescer por 6 horas. Divida em 10 porções e abra sobre bancada polvilhada. Disponha sobre placa com silpat, borrife água e polvilhe mais linhaça e sal flocado. Asse à 220ºC por 15 minutos, transfira para as grades do forno (sem assadeira), e deixe secar por mais 15-20 minutos à 90ºC.  


Postado por Nina Moori.