Portos Vintage 2007

O IVDP realizou em São Paulo uma prova com 29 Portos Vintage 2007. A safra 2007 foi considerada referência para a produção dos Vintages. De acordo com Carlos Soares, responsável do IVDP pelo mercado brasileiro, o clima foi o grande colaborador: poucas chuvas e estas no momento certo, com longo período de amadurecimento e sem presença de podridão nos cachos, os produtores puderam esperar o momento ideal para a colheita. O resultado foi que mais de 90 produtores declararam Vintage e em seguida o IVDP declarou a safra como Vintage (algo que ocorre em média duas vezes por década).


Na degustação, estes foram os meus destaques:
Fonseca, Kopke, Quinta do Noval e Quinta do Vesúvio - com taninos muito aveludados e álcool pouco evidente, tamanha a concentração. São Vintages que se bebem com muito prazer desde já.
Dow's, Churchill e Taylor's - estilo mais austero, com potência a ser integrada ao conjunto. Estilo de Vintage para longa guarda, com notas minerais e químicas.
Warre's e Quinta da Romaneira - com um pouco menos de concentração, fruta fresca e ótima acidez. Um estilo elegante.


As decepções foram Messias, Dalva e Niepoort, ainda ssim com notas acima de 86 pontos.

Postado por Marcel Miwa.

Comentários

Anônimo disse…
Por que o Niepoort decepcionou?
Gourmandise disse…
As notas vegetais estavam um pouco acima do desejado e os taninos embora finos, estavam levemente secantes. Em minha planilha, atribui 88 pontos.

M.
Anônimo disse…
Só tem Porto neste blog...
Gourmandise disse…
Alguns posts atrás, tinha Madeira tbm....

N.

Postagens mais visitadas