Balas da infância

irmã: Ni, abre a mão e fecha os olhos!
Nina "de olhos fechados" e mãos esticadas - plim! - ahhhhhh!
N. e a irmã em coro: "balas de carinha*"
irmã: Né, lembra que a mamãe comprava naquela mercearia em Pinheiros?
N.: hum ..... gosto de infância....


*Balas de carinha: com o mesmo processo de confecção das balas da foto acima, mas o desenho era do rosto (cara) de bonecas. Mesmo se descobrisse o nome correto continuaria chamando-a de a "bala de carinha".

Postado por Nina Moori.

Comentários

EM! disse…
La em casa chamavamos de "azidinha-doce"!! Tempos atras encontrei-as a venda e presentei minha irmã. Pra ela alem de ter gosto de infancia, tambem significava....dente cariado!
simone disse…
Nina, achei a empresa que faz as balas aqui no Brasil... :)
http://www.galodoce.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=48&Itemid=60
Gourmandise disse…
EM, engraçado como coisas tão simples podem marcar a infância, não?

Simone, tem uma marca espanhola chamada Papabuble (http://www.papabubble.com.br/) que abriu em São Paulo e produz este tipo de bala (além de confeccionar em outros formatos, como pitulito). Dá para espiar a confecção lá mesmo.

bjo,
N.
Silvia - BH disse…
Nina, estas balas são também da infância junto com os primos nas férias e no Natal!
E é isto mesmo, não me lembrei mas são azedinhas.
...
Agora, a bala do dia-adia era a bala Chita, acho que a dentista nem admite ouvir falar dela! Já esta não tinha o risco de grudar.

Postagens mais visitadas