Spadaccino

O ar despretensioso da Vila Madalena e a decoração com objetos e fotos ligados à esgrima tornam o ambiente do restaurante italiano Spadaccino uma boa opção para os domingos ensolarados.

Para começar, dividimos as corretas Saladas: Ficchi fritte (figo empanado) e Spadaccino (erva doce e mozzarella). Até cogitei pedir o Raviolo all’uovo - uma versão genérica do insuperável Ravioloni de gema de ovo do Due Cuochi - mas desisti.



Para os principais: Linguini nero di sepia alle vongoli (bom molho, apesar da pasta arrebentar ao toque do garfo e ser grossa demais), Penne alle salsiccia (bom), Tagliatelle con ragu bolognese (bom, mas bem diferente do Vito) e Tortellini di vitello alla panna e prosciutto crudo (o molho encobriu a delicadeza do recheio).





O serviço da brigada de salão foi correto.
Recomendo evitar as mesas debaixo do salão superior porque o som das cadeiras arrastando a refeição inteira não é muito agradável.

Faixa de preço: $$$ (por pessoa, com água).

Postado por Nina Moori.

Comentários

Anônimo disse…
Não entendi, fala bem da decoração e depois fala mal do ravioli de gema e da acustica.
Pedro
Gourmandise disse…
Pedro, são itens independentes uns dos outros. Já reparou quantos restaurantes com arquitetura maravilhosa servem comida ordinária?

N.
BRUNO CAMARGOS disse…
Estivemos no Spadaccino e passamos bons momentos lá! Postamos em nosso blog o que vivemos, embora não tenhâmos conseguido registrar as fotos, pois estava muito escuro.

Aproveito para sugerir uma visita lá no nosso blog:
http://www.notasdesabor.com.br/sao-paulo/spadaccino/

Abraços!
Gourmandise disse…
Bruno,
Também não concorda que o Spadaccino é uma cantina honesta?

N.

Postagens mais visitadas