Hamburgueria Nacional

Fui pesquisar no índice do Gourmandise sobre quantas lanchonetes já havíamos escrito. E encontrei poucas: Estadão, Ponto Chic, Hamburgueria do Sujinho, 210 Diner e Lanchonete da Cidade.
Portanto lá vai mais uma para a restrita lista: Hamburgueria Nacional.

Chegamos um pouco cedo ao estabelecimento (umas 19h) que estava completamente vazio.
Pedimos o Super burguer com alho (manteiga de alho) e Super burguer com pimenta (crosta de pimenta do reino preta) e meia porção de Batata frita (com uma interessante maionese de wasabi). Os hamburgueres estavam bons, com carne suculenta e tempero equilibrado apesar dos pães serem do tipo clássico e sem graça pão-de-hamburguer-que-gruda-no-céu-da-boca. A batata frita era apenas uma batata frita, comum.




Faltou alguma coisa que não consigo explicar. Talvez algo que justificasse o alto valor cobrado pelos hamburgueres.
O serviço de salão foi correto.

Faixa de preço: $$$ (por pessoa com água)

Postado por Nina Moori.

Comentários

Nina, foi exatamente a mesma impressão que tive do lugar: tudo certinho, mas falta um "algo mais"que justifique os altos preços...
cronicas gulosas disse…
Também não gostei do pão. Aliás, se houvesse um concurso de melhor pão para hamburger, ganhava a Lanchonete da Cidade de longe. A melhor limonada com o hamburger - a do Rockets, ótima, assim como as batatinhas fritas, secas e crocantes. O melhor molho - o de raiz forte, do Ritz. O melhor relish - do America. Deveriam fazer um ranking dos melhores acessórios e acompanhamentos, não acha?ABS!!
Também achei que faltava algo. Primeiro, achei estranho que os hamburgers são preparados no forno. Eles vêm meio despedaçados no pão.

Gostei do hamburger do 210 e do Ritz... é sempre bom!

Camilla

Postagens mais visitadas