Pasquale Cantina

A minha primeira experiência no italiano Pasquale não foi das melhores. Foi num certo almoço e a casa estava cheia. Nos sentamos em uma das mesas internas, mas a varanda em dias quentes é mais agradável.
Para começar, iniciamos com uma Caponata que estava correta.


Depois pedimos os pratos principais: Spaghetti com Polpetta, Spaghetti com Spezzatino e Penne Fuori Serie. Todas as massas estavam al dente.




Quando pedi os cafés, solicitei que a conta fosse providenciada. Assim que os cafés foram servidos, pedi a conta pela segunda vez. Bebemos o café. Nada. Solicitei novamente a conta. Após trinta minutos de espera, fomos até o caixa verificar qual era o problema. Descobrimos que a nossa conta ainda não havia sido solicitada ao caixa.
Enfatizo mais uma vez que uma brigada de salão bem treinada é eficiente independente do movimento de clientes.
Preferi pensar que foi apenas um almoço desatento num fim de semana qualquer.

Para tentar retirar a imagem ruim que ficou na minha memória na primeira visita ao Pasquale, voltei ao estabelecimento para jantar meses depois.
Iniciamos com dois dos Antepastos: Berinjela em tiras (muito boa) e Sopressata (rústica).


Para os principais: Spaghetti com Polpetta e Orecchiette com Ragu de cordeiro. Ambos al dente.



Dividimos a correta Torta de chocolate para a sobremesa.


A Carta de vinhos tem opções à preços um pouco mais honestos que seus concorrentes. Basta saber escolher.
Nesta segunda visita à casa, o atendimento no salão foi um pouco melhor e mais atento.
O grande mérito do Pasquale é o preço em relação à qualidade. Mas na minha opinião está longe de ser o melhor molho de tomate de São Paulo, como já ouvi por aí...

Faixa de preço: $$$ (por pessoa, com taça de vinho e água).

Postado por Nina Moori.

Comentários

Karina Batista disse…
Nunca fui ao Pasquale, pra dizer a verdade não vou muito a sampa... mas essa torta de chocolate deu água na boca..
Daniel Perches disse…
Nina, vou frequentemente ao Pasquale e gosto bastante do pessoal lá. Nunca me decepcionaram. Se for novamente, peça de entrada a burrata e uma porão de liguiça da casa. Sugestões de pratos: rigatoni com linguiça ou o carbonara com pancetta. Muito bons.
Abraços
Daniel
Anônimo disse…
Vou ao Pasquale porque gosto do ambiente familiar. O atendimento deles só é bom quando a casa não está cheia. Fico só nos petiscos e no vinho. Tem um outro restaurante no mesmo nível de preço que serve massas mais gostosas que o Pasquale, chama-se Buttina.
Anônimo disse…
Eu achando que estava recomendando um lugar novo e vi que já escreveram sobre o Buttina.
Anônimo disse…
O molho deles é sempre igual, não tem surpresas. Mas o molho que minha avó faz é muito melhor, dá vontade de comer de colher.
Gourmandise disse…
Karina, o carros chef do Pasquale são os antepastos e o preço das pastas.

Daniel, acho que na próxima vez ficarei somente nos antepastos e vinho. Quase tapear à italiana...rs

Gosto do gnocchi do Buttina, mas a pasta de cacau estava suave demais.

Melhor não comprar os outros molhos de tomate com o da sua avó. As avós, tias e mães sempre fazem melhor...

abs,
N.
Anônimo disse…
Quando comecei a ler o que escreveram sobre o Pasquale fiquei meio irritado, até que cheguei a segunda parte do post. Nunca conteceu nada parecido comigo lá, mas o fato de terem ido uma segunda vez, deu credibilidade ao blog. Vou almoçar no Buttina um dia.

Pedro
Gourmandise disse…
Pedro,

Tentamos relatar no Gourmandise as nossas experiências como clientes. Já aconteceu de passarmos por situações ruins em restaurantes que fazem sucesso e ter boas surpresas em casas desconhecidas/desmerecidas.
Volte sempre!

att,
N.

Postagens mais visitadas