Rudi Pichler Riesling Smaragd Terrassen 2007


Rudi Pichler é um produtor bastante conceituado da região de Wachau, Áustria. Recentemente, ganhou destaque por receber algumas notas altas da revista Decanter. Apesar da variedade Grüner Veltliner (ou simplesmente “Gruvi” para os mais modernos) ser a maior referência quando se pensa em um vinho austríaco, a Riesling também consegue dar origem a alguns ótimos vinhos. A curiosidade deste rótulo fica por conta do termo Smaragd, que ao pé da letra significa esmeralda, uma referência à um lagarto de coloração verde que habita as encostas do rio Danúbio. Na prática, este termo indica uma classificação (a melhor) dos vinhos da região do Wachau. Para receber esta classificação Smaragd o vinho deve conter o mínimo de 12,5% de álcool e máximo de 9g/L de açúcar residual e até a rolha deve ser maior (49mm). O vinho possuía extrema elegância, com acidez que deixava o conjunto bastante agradável. Aromas mais destacados de pedra branca, frutas cítricas e pêssego bastante sutil. Além do caráter invulgar, este vinho se destaca por ser extremamente versátil, sozinho ou à mesa.

Postado por Marcel Miwa.

Comentários

Anônimo disse…
Belo e verdadeiro Riesling, parabéns! É possível encontrar no Brasil? Fiquei curiosa :)
Beijos, Fabi
Anônimo disse…
Olá,

Desculpe a insolência, mas o que vc quer dizer com "aromas mais destacados de pedra branca..."?

Grato,

R
Gourmandise disse…
A analogia mais simples que faço da Pedra branca é com cheiro de pedra calcária.
Ou ainda, pessoalmente, interpreto como um aroma semelhante ao do talco.

abs,
M.

Postagens mais visitadas