La Vecchia Cucina - SPRW 2010

Confesso que o restaurante La Vecchia Cucina nunca chamou a minha atenção. Ao olhar a lista de estabelecimentos participantes do Restaurant Week 2010, achei que seria interessante visitar as casas onde o couvert médio costuma ser mais alto.
O salão do restaurante é amplo e decorado de maneira clássica. O ar condicionado super forte estava reconfortante naquela noite.
Ao invés de servir uma entrada e um prato principal, Sergio Arno propôs um menu degustação com uma entrada, dois principais e uma sobremesa. A ideia me deixou animada.

Entrada: Trio de Ceviche e seus acompanhamentos - servido em temperatura ambiente, com pouca acidez e odor duvidoso fiquei preocupada quanto ao frescor dos peixes.


Pratos principais: Tagliolini com ragù de ossobuco e Entrecôte ao molho curry com purê de banana da terra - a pasta (massa e molho) estava boa, mas o prato poderia ser melhor apresentado, a carne que foi pedida mal passada chegou bem passada (infelizmente, isso é um erro comum em São Paulo, mesmo fora de eventos como este) e o purê estava interessante com um toque de acidez.



Sobremesa: Panacotta com calda de gengibre - confeccionado sem fava de baunilha e a calda parecia ser de manga. Inexpressiva.


A brigada de salão foi atenciosa, mas assim que a casa ficou cheia, a qualidade do serviço despencou. Muitos acenos de clientes e poucos garçons. A conta demorou vinte e cinco minutos para chegar. Algo muito errado.

Não compreendi a participação de pizzarias, fast foods e restaurantes com baixo couvert médio no SPRW 2010. Talvez inexperiência dos organizadores (na sexta temporada?) ou será que alguns (muitos) participantes subestimaram a inteligência (e estômago) do público? Só sei que lendo o menu (sim, eu li um por um) apenas poucas das 200 casas mereciam uma visita. Poucas. Perdi a conta de quantos buffets, Saint Pierre (existem outros peixes além dele e do temível salmão), Salmões (não visitei nenhum restaurante japonês porque todos se limitaram a este peixe congelado) e Pannacottas (conseguiram estragar uma sobremesa tão sublime) vi nos menus. Poucas surpresas.

E me perguntei a razão das minhas visitas aos restaurantes. Ainda tenho esperança de comer bem, ser atendida corretamente e gastar pouco. Uma ilusão? Prefiro acreditar que não.

Postado por Nina Moori.

Comentários

Lalá disse…
Nina,
Eu ,leiga como sempre, pergunto: "O que é um couvert médio" ?
Fui à dois restaurantes no SPRW, conhecendo o evento através da divulgação de vocês.
Abraços,
Laís
Gourmandise disse…
Laís,

Couvert médio é o gasto médio por pessoa em uma refeição.

att,
N.
Anônimo disse…
Você não gosta de Saint Pierre e Salmão? Qual a razão?
Beta disse…
Nina, acho que aqui em São Paulo não existe essa coisa de comer bem, ser bem atendida e gastar pouco...por isso que ando cada dia que passa saindo menos de casa e comendo comidinha gostosa em casa mesmo.
Gourmandise disse…
Eu gosto de Saint Pierre, mas o uso excessivo dele no SPRW 2010 me fez imaginar que faltou imaginação e ousadia. Muitos outros peixes são baratos, saudáveis e mais saborosos. Peixe neutro como pescada.

Salmão no Brasil é sempre congelado. Se fosse saboroso e fresco como era antes não teria problema. Um peixe tão gorduroso deve ser consumido com moderação. Ainda aprecio o salmão curado, quando bem confeccionado.

att,
N.
Gourmandise disse…
Beta,
Acho que apesar de ser bem difícil gastar pouco em uma boa refeição, de vez em quando encontro locais assim: Mocotó, Marajá, Ráscal e outros.

bjo,
N.
Chopp disse…
Sem comentários...
Anônimo disse…
Nina e Marcel,
Vocês tem mania de ficar avaliando o serviço dos restaurantes. Quem vai ao restaurante, vai para comer e não ficar observando como os garçons trabalham.

abraço,
um leitor.
Gourmandise disse…
Leitor,
Ainda não conseguimos apreciar somente um excelente prato. Ainda temos necessidade de um bom serviço com respeito e honestidade. Ainda ficamos tristes quando a comida é servida sem carinho, quando as bebidas são servidas mecanicamente.
Ainda achamos que os principais instrumentos de um restaurante dependem da ferramenta humana: cozinheiros e garçons. E quando estas cometem grandes erros, a comida é automaticamente prejudicada.
abs,
N.

Postagens mais visitadas