Rocambole de papoula

Por indicação de L., o Marcel chegou ao Empório Húngaro. Inicialmente havia ido em busca de vinhos húngaros, mas se deparou com outras iguarias que chamaram a sua atenção.
Voltou para casa com um Tokaji Aszú 3 Puttonyos kereskedóház 2001, um Rocambole de papoula e um pacotinho de páprica picante húngara.
O rocambole estava pouco doce e recheado com muita semente de papoula triturada. Uma delícia.


Já o vinho, um pouco simples demais.


Faixa de preço: $ (o rocambole) e $$ (vinho)

Postado por Marcel Miwa e Nina Moori.

Comentários

Marina S.I.C. disse…
Que engraçado, cheguei da Hungria ontem, onde bebi um otimo Tokaji... trouxe outro na mala, mas o comprei às cegas, pois conheço quase nada deste produto. O que seria um bom Tokaji?
ameixa seca disse…
A Odete do Papikra na Feijoada tem a receita desse rocambole húngaro com sementes de papoila. Tem mesmo muito bom aspecto :)
Nane Cabral disse…
Humm... imagino como esse rocambole estava bom... adorei! bjos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com
Gourmandise disse…
Marina,
Antes de tudo, deve ter uma acidez no mesmo nível da doçura. Além de todas as notas típicas.

Vou dar uma olhada na receita.

bjos,
N.

Postagens mais visitadas