L'Entrecôte de Ma Tante

Ao dar uma organizada no nosso arquivo de fotos, encontrei estas, do L'Entrecôte de Ma Tante. Percebi que ainda não havíamos publicado nada aqui no Gourmandise.
Tudo começou com mais dos episódios pitorescos que ilustram a nossa vida enogastronômica: ao sentarmos à mesa, sentimos um grande tremor debaixo de nossos pés, acompanhado de um grande estrondo. Terremoto em São Paulo? Os garçons ficaram atônitos. Logo percebemos que se tratava da obra na rua/calçada executada por alguns funcionários do Kassab. Basicamente, as mesas, cadeiras, taças e clientes trepidavam a cada movimento da britadeira lá fora. Mais que música ambiente, era uma vibração ambiente.
A refeição começou com uma salada de folhas regada com molho de mostarda e nozes. O pão me decepcionou muito, casca lisa, brilhante, dura e quebradiça demais e miolo sem intensidade de aroma.


A grande (e única) proposta da casa é servir apenas um prato, um fino bife de contrafilé, regado com molho (talvez, fígado de galinha, ervas e manteiga) e servido com muita batata frita. O cliente pode escolher o "ponto de cocção" da carne - mal, ao ponto ou bem passado, que é anotada no papel que cobre a mesa. Pedimos dois pratos mal passados, um chegou correto e outro ao ponto, com textura de carne maturada. As batatas fritas, servidas à vontade, fizeram a alegria de outras mesas repletas de crianças.


Mais que o segredo do molho da tia Nicole, o marketing da casa é oferecer um único prato. No mínimo gera curiosidade. Mas se é uma "boa jogada", só o tempo dirá.
Acompanhamos o jantar com Angheben Cabernet Sauvignon 2004, que possuía um preço conivente com o valor cobrado pelo prato. Entretanto, a Carta de Vinhos necessita passar por uma reformulação, mesmo com a proposta da simplicidade, alguns rótulos estão um degrau abaixo.
Terminamos com a correta Mousse de chocolate.


O serviço foi simpático e eficiente.

Faixa de preço: $$$$ (por pessoa, com água, vinho, sobremesa e café). O valor do prato subiu cerca de R$10,00 depois da nossa visita.

Postado por Marcel Miwa e Nina Moori.

Comentários

Raquel Silvino disse…
Então profª Nina é este o prato que foi comentado em aula, a aparência não é uma das melhores mas com batatas fritas a vontade deve ser realmente a alegria da criançada.
espressa-mente! disse…
Deixa ver se entendi bem, o padeiro nao ser um bom pão no seu restaurante?

Meu falecido avô já dizia, "restaurante a gente reconhece qualidade pelo pão servido!"!

bjs
Gourmandise disse…
Acho que as batatas fritas à vontade fazem a alegria de crianças e alguns adultos também!

É, o pão era bem fraquinho....

bjos,
N.
espressa-mente! disse…
Preço de inauguração: R$37,00
Preço do nariz de palhaço do cliente: R$10,00..resultado:
Preço hoje: R$47,00!
Gourmandise disse…
Sério?!
Ah, não vale este preço de maneira alguma. Um contra filé fininho com batata frita?
O senhor Anquier está abusando da sorte. Será que ele não cansou de tanto abrir e fechar estabeleicmentos?

bjo,
N.
Gourmandise disse…
Parace que logo, logo esta casa terá um concorrente no mesmo estilo: L'Entrcôte de Paris. Então veremos se o aumento do preço do prato aguenta...
Anquier que se cuide!

rsrsrsrs

N.
Fabrícia disse…
Bem ao estilo francês .... o marido adoraria fazer uma visitinha nesse dora um filé com fritas. Beijos.
Adrina disse…
Por 47 reais dá pra comer muuuito melhor.
Anônimo disse…
Por este valor, não volto mais lá.
Anônimo disse…
ja fui varias vezes e adorei.......principalmente as batatinhas e tudo de bom....
Gourmandise disse…
A proposta é uma novidade no Brasil. Percebi que nos horário de pico, a distribuição das batatinhas fica prejudicada. Sinal de que não conseguem manter o padrão com casa lotada (algo infelizmente comum no Brasil).
Muitas outras casas vendem batatinhas de sucesso: Le Marais, Ici, Lanchonete da Cidade, Hamburgueria do Sujinho... até o Mc Donald's vende....rs

abs,
N.

Postagens mais visitadas