O que é exótico?

Neste últimos dias, andei divagando sobre o que é exótico na gastronomia. Conversei sobre o assunto com o Marcel, minha irmã e alguns colegas de trabalho.

O Marcel só disse que é um tema difícil.

Minha irmã afirmou que eu adoro comidas exóticas. Discordei.
Então ela disse para imaginar viver para o resto da vida almoçando e jantando apenas: arroz, feijão, bife, salada de alface e tomate - ou seja, o clássico Prato Feito brasileiro (às vezes, um Prato Comercial). Confesso que fiquei triste só de imaginar. Gosto muito do prato considerado o básico brasileiro, mas só de pensar em viver longe das outras delícias que o mundo oferece...
Ela ainda questionou as minhas últimas escolhas em restaurantes: Goulash, Cassoulet, Sukiaki, Kassler, etc. Respondi: um clássico húngaro, uma clássico francês, um clássico japonês e um clássico alemão!
Pois bem, exótico e clássico dependem da referência.

Quando minha mãe chegou ao Brasil, não adaptou-se (se alguém precisa adaptar-se, é porque não está acostumado) rápido ao feijão (refogado em banha, com cebola e alho). Feijoada, então!
Sua concepção de feijão girava em torno do tipo azuki, normalmente utilizado em doces nipônicos. Aquele feijão que verte sobre o arroz (outro alimento complicado para quem estava acostumada a degustá-lo cozido somente em água) pode ser exótico.

Alguns ingredientes podem ser exóticos pelo simples fato de não serem interpretados como alimento. Meu pai disse que quando era adolescente ajudava meu avô na horta. Arrancava um mato que insistia em crescer, roubando espaço e luz dos legumes e verduras. O mato era o alecrim. Ele lembra que queimava o alecrim após arrancar. Contou-me esta lembrança quando eu assava abóboras com alecrim.
Descobriu que aquele Mato era uma erva utilizada em pratos italianos muito tempo depois.

Um ex-chef sempre criava novos doces e, os funcionários e estagiários experimentavam tudo e emitiam suas opiniões. Certa vez, ele fez uma Charlotte linda e deu o nome de Charlotte aux fruits exotiques. A torta era composta por uma mousse de maracujá e decorada com abacaxi, manga, kiwi e goiaba.
Não resisti, disse que estava uma delícia, mas quanto ao nome, afirmei que aquelas frutas poderiam ser exóticas na França, mas no Brasil eram bem comuns.

Quando "ciceroneamos" uma japonesa em sua viagem ao Brasil, fomos a uma casa de sucos (eles adoram frutas tropicais). Nem me recordo de qual suco ela pediu, mas eu bebi um de cacau. Quando os sucos chegaram, ela ficou só observando e perguntou se não haviam me dado o suco errado. Afinal, a cor esbranquiçada do meu suco não tinha nada a ver com chocolate.
Explicamos que o suco era feito com a polpa (a mucilagem que envolvia as sementes).
Até pouco tempo atrás, aqui no Sudeste brasileiro, muitas frutas nordestinas e nortistas eram consideradas exóticas.
Cupuaçu, graviola, mangaba, açaí, cacau, buriti, entre muitas outras. Dentro do mesmo país, o exótico e o comum dependem da referência gastronômica.
Imagina para um asiático.

E termino este pensamento da mesma maneira que comecei. O que é exótico para você?

Postado por Nina Moori.

Comentários

Nina,

tudo realmente depende de onde você está e quais são os costumes e cultura local. no Canadá e mesmo aqui nos EUA, frutas como manga e maracujá--que eram comuns pra mim--são consideradas uma iguaria exotica. Exotico pra mim pode ser os ingredientes que não conheço, não fazem parte do meu dia-a-dia. Manga e maracujá poderiam até entrar nesse grupo hoje, se não fosse a minha familiaridade histórica com relação a eles. A cozinha tailandesa ou indiana era exótica, até eu vir morar aqui e poder comer e comprar os ingredientes facilmente. Mas tem coisas que nem são tão exoticas, mas são estranhas, como lesmas e figado de ganso, consideradas iguarias por muita gente, mas completamente rejeitadas por mim! :-)

beijo,
Silvia - BH disse…
Exótico é tudo aquilo que não é comum. Pra mim que que experimento tudo, exótico é mesmo diferente, pouco comum na minha região, quaese sempre desconhecido para maioria das pessoas que frequento. Mas pra um primo meu, exótico é quase tudo que não seja arroz, feijão, bife e batata frita.

Exótico no Aurélio: que não é indígena, autóctone; estrangeiro.
Esquisito, excentrico, exdrúxulo, estravagante.

Portanto, um conceito sempre relativo aos hábitos e costumes de uma pessoa ou grupo.
Eduardo Luz disse…
Sou purista! Exótico é alguma coisa bastante diferente do teu costume !!
Abs.
Gourmandise disse…
Apenas para criar polêmica: consumo feijão quinzenalmente e raramente como arroz (japonês ou brasileiro - refogado).
Será que esta dupla é exótica no meu menu?

N.
ameixa seca disse…
Para mim, exótico é tudo aquilo que não faz parte da cultura gastronómica de um país. Os vossos frutos, aqui em Portugal são quase todos considerados exóticos porque têm que ser importados :) Mas há coisas demasiados exóticas pra mim e essas eu não comeria.
Sylvia disse…
Vc esta totalmente certa. Uma vez entrei mal, comprei um licor holandes, que dizia no rotulo de fruta exotica. Se chamava Pisang ambong, na epoca nao tinha ideia do que era Pisang. So sei que quando cheguei em casa e abri senti cheiro e sabor de banana....era a tal fruta exotica. Hoje com a globalizacao d pra conseguir frutas, temperos e carnes de todo o mundo. Exotico era o pao de lo com um ovo de aveztruz , ema na realidade, que minha avo fazia . Ou a comida do El bulli
Adorei este post , muito bom. queria poder escrever assim
Bjs
Gina disse…
Também já me questionei sobre isso, quando resolvi criar um marcador chamado Alimentos Exóticos. É um conceito muito relativo realmente.
Enquadrei como exóticos uma sopa tailandesa, feita com galangal e lima kaffir, a pitaia, a atemoia, o tamarindo e o cupuaçu. Alguns desses são bem familiares para mim, mas não para todo os brasileiros, que dirá quando o parâmetro é mundial...!
Bom questionamento esse.Bjs.
Michel disse…
difícil, muito difícil.
talvez por ser difícil acaba virando exótico.
espressa-mente! disse…
Cresci vendo a bá lá de casa almoçando arroz, feijão e banana!! Algo bastante exótico para mim.
Amigos ingleses qdo visitam nossa churrascaria acham bastante exótico coração de galinha!
Já eu tenho para alguns amigos um habito exótico..beber água gasosa com fatias de pepino japonês!
Vai entender!
bjs!ce
Eduardo Luz disse…
Só pra complementar! Pra você, arroz basmati será mais exótico ainda.
Pra mim ( que adoro arroz) é só um arroz muito bom !!
Abs
PS - Muito bom este post. Um pouco de discussão neste universo sem muita!! rs
Morando fora, vivo a experiência de ver as frutas e pratos que sempre comi serem chamados de exóticos. É isso: exótico é o que é diferente, que não faz parte da própria cultura, ou, como você esclareceu, depende da referência.
Que assunto interessante! Nossa opinião é a mesma que a da maioria. Exótico é tudo auqilo que não é tão familiar, que não consumimaos com tanta frequência e também o que não faz parte da nossa cultura.
Vitor Hugo disse…
Exótico é como a beleza, varia de pessoa para pessoa. Creio. Confesso que nunca havia parado para pensar nisso.

Em relação a comida, devo classificar mais sendo diferente do que por exótico. Não sei se já rotulei alguma comida de exótica para falar. :/

Hahahahah, não é exótica não. Não fico sem feijão, mas arroz eu já deixei de comer todos os dias faz tempo! Só quando o "prato" pede.

Postagens mais visitadas