Casas del Bosque

Saí de Santiago em direção à cidade litorânea de Valparaiso, já programando uma parada estratégica em alguma vinícola no Valle de Casablanca. Muito se lê a respeito desta região, sobre a maior influência do Pacífico, que proporciona um clima mais frio. No entanto, nada melhor que verificar isto na prática.
No trecho de Santiago até o início da descida da Cordilheira da Costa o clima estava quente, em torno dos 27ºC. Ao passar o túnel Zapata, na Ruta 68, antes de Casablanca, a temperatura mudou completamente. A temperatura estava em torno dos 17ºC, nublado e mais úmido.
As duas Bodegas que pretendíamos visitar, Loma Larga e Kingston, estavam fechadas em virtude do feriado. Já conformado com a idéia de seguir direto para Valparaiso, retornei à Ruta 68. Alguns quilômetros adiante, havia uma placa com indicação para a Bodega Casas del Bosque.


Lembrei que dois dias antes havia provado um ótimo Pinot Noir deste produtor e decidi fazer esta última aposta.
Uma boa surpresa. Vinhedos bem cuidados, uma bela sede e atendimento muito profissional. O tour era gratuito e as degustações pagas. Há também uma ótima loja de vinhos e produtos típicos da região, e ainda um bonito restaurante.



Um cacho de Sauvignon Blanc (sim, era uma Sauvignon Blanc) botritizado.



Nos vinhedos, chamou minha atenção as máquinas generadoras de viento en altura, como eles denominam. Achei que fossem torres de geração de energia eólica, torres imensa com três pás. Na realidade, trata-se de uma técnica que permite aumentar a temperatura do vinhedo de 2 à 3 graus, evitando o congelamento das videiras em virtude das geadas.



Dos cinco vinhos que degustei, chamaram minha atenção: novamente o Pinot Noir Gran Rerserva 2007 (apesar do estilo mais pesado, aroma bastante típico de cereja, sous-bois e café), o Syrah Gran Reserva 2006 (com exótico toque de curry, estilo mais Syrah do que Shiraz) e o Estate Selection 2005 (carater mediterrâneo, lembrando também um pouco dos vinhos do Priorato).



Postado por Marcel Miwa.

Comentários

Leila disse…
Olá Nina e Marcel, passei aqui para conferir o que estava rolando no blog de voces e me deparei com posts super gostosos de ler. Adorei as fotos e nao saboa que tinha whittard of chelsea em santiago. é minha loja de cha preferida.
beijinhos
Gourmandise disse…
É a única cidade que possui lojas da whittard of chelsea na América Latina. Quem sabe um dia, chega à São Paulo...
abs,
M.M.

Postagens mais visitadas