Mangostim

Há mais ou menos dez anos, meu pai apareceu com uma caixa de frutas exóticas, roxinhas e com casca dura. Nem sabíamos ao certo como descascar ou comer (que parte era comestível). Ao abrir o mangostim, nos deparamos com uma polpa branca de aroma delicado e sabor que equilibrava entre o doce e o ácido.



A verdade é que achamos uma fruta interessante, mas longe de entrar para a lista de frutas preferidas. Hoje virou moda. E o preço está astronômico.




Postado por Nina Moori.

Comentários

ameixa seca disse…
Desconhecia completamente :) É bonita!
Canela disse…
Não conhecia este fruto!Vou ver se encontro por aqui...
Carla disse…
ja vi pra comprar, mas com o preço e por nao saber o q fazer com elas nunca comprei.
mto bonita.
bjoss
Gourmandise disse…
A sabor e textura são delicados. In natura é a melhor maneira de consumir....talvez arriscaria em uma gelatina de agar. Uma compota ou geléia acrescentaria açúcar desnecessário. Uma conserva perderia a graça do frescor...
bjos,
N.
Aline Neme disse…
Por aqui pelo ES ainda não vi... parecem deliciosos!

Bjundas
Mineira disse…
Achei a fruta deliciosa. E o mais interessante - comprei num supermercado de Porto Seguro por, acredite, R$ 3,99 o quilo!!
Anônimo disse…
A exportação do mangostim caiu e o preço também! Imagina só o lucro que os produtores tinham antes: uma caixa com 12 unidades chegava à R$35,00.

Postagens mais visitadas