Sétima harmonização virtual

Nossas harmonizações virtuais são feitas com vinhos, mas a sétima foi diferente. A bebida da vez foi uma cerveja, a La Trappe Tripel. O prato escolhido para a harmonização foi um Papillote de frango.
A La Trappe é uma dentre as apenas sete cervejarias trapistas no mundo.
É a única holandesa; as cervejarias Achel, Chimay, Orval, Rochefort, Westmalle e Westvleteren são belgas.
A denominação Tripel se deve ao triplo da quantidade de malte utilizado na produção da cerveja standart.


Papillote de frango e aspargo:
1 ½ colher de sopa de manteiga
30ml de vinho branco seco
1 ½ colher de sopa de mostarda Dijon
1 colher de sopa de suco de limão
½ colher de sopa de manjerona fresca
pimenta do reino moída na hora
2 filés de peito de frango (sem pele e sem osso)
227g de aspargo fresco
72g de cenoura em tiras finas e longas (julienne)
clara de ovo (bata até desfazer)
2 folhas de papel manteiga (30,5 X 38cm)
Aqueça o forno à 200ºC.
Misture vinho, mostarda, suco de limão, manjerona e pimenta.
Doure os filés em ½ colher de manteiga derretida. Retire do fogo e corte cada filé em 5-6 fatias (na diagonal).
Faça os papillotes: pincele clara de ovo nas laterais do papel manteiga , dobre ao meio (formando um retângulo), feche as duas laterais (dobrando e fechando bem).
Coloque os legumes e o frango (metade em cada), distribua o molho nos dois papillotes, regue com a manteiga derretida restante. Feche bem, dobrando.
Caso o papel manteiga usado seja muito fino, faça pacotes duplos.
Asse por cerca de 12 minutos.


Harmonização:
Notamos nesta cerveja, aromas de laranja, café e banana passa. Na boca, um bom amargor e leve doçura. Com paladar longo.
Na harmonização, os aromas da cerveja eram mais potentes que o sabor delicado do peito de frango. Mesmo com a untuosidade da manteiga e o sabor marcante da Dijon, o papillote de frango não encontrou par com esta bela cerveja.
Para não perder o costume, se fôssemos harmonizar com vinho, tentaríamos com um muscadet ou sauvignon blanc do Loire, um bordeaux blanc ou pinot gris da Alsácia. Vale lembrar que o aspargo, assim como a alcachofra, têm uma substância chamada cinarina, que dificulta a harmonização com vinhos, especialmente os tintos (que pode ficar com sabor metálico).
Aproveitamos para elucidar a dificuldade de encontrar esta cerveja em São Paulo. Entramos em contato com diversas lojas e empórios até finalmente conseguir a última garrafa de um empório.

Dêem uma olhada nas impressões da Rafaela e do Claudio, do Edu e do Rogério sobre esta harmonização.

Postado por Marcel Miwa e Nina Moori.

Comentários

ameixa seca disse…
Eu de vinhos não entendo nada. Só posso dizer que a garrafa da cerveja é linda. Quanto ao papillote deve ficar super bom :)
Fabrícia disse…
Nina na próxima espero encontrar a bebida...ficou lindo.
Bjs.
Anônimo disse…
Na proxima experimente a Chimay Blue! É muuuito gostosa! Esperimente com Samossas ou Irish pasties. Marcello.
Gourmandise disse…
Marcello,
Aprecio a Chimay Blue. Fiquei curiosa com a harmonização dela com uma torta inglesa.

abs,
N.M.

Postagens mais visitadas