Encontro Mistral 2008

Com certo atraso postaremos nossas impressões sobre o Encontro Mistral. Visitei o evento no dia 11 (último dia em SP) e os produtores se mostraram muito simpáticos e ainda dispostos, o que é raro. Também destaco o farto serviço de taças, um mérito que poucos notam mas que faz toda a diferença. Era possível trocar de taça em cada bancada de produtor, até o final do evento.



Na minha opinião estes merecem destaque:

Meandro (excepcional qualidade/preço) e Quinta do Vale Meão (excepcional qualidade)

Quinta do Monte D’Oiro

Châteneuf-du-Pape La Bernardine – Chapoutier (rótulo também em braile)

Pintia

Bollinger

Dr. Bürklin-Wolf Jesuitengarten (observei que várias pessoas também citaram este vinho como destaque, realmente bacana, não conhecia – detalhe para a decoração biodinâmica)


Crozes Hermitage Les Jalets – Jaboulet (mais barato e muito mais interessante que o Hermitage 02 que apresentaram em seguida)

Realmente acho que estou numa fase “Velho Mundo”.

Postado por Marcel Miwa.

Comentários

ameixa seca disse…
O velho mundo tem muita coisa boa a oferecer né? ;) Adoraria provar alguns desses vinhos...
Alexandre Rodrigues disse…
O mundo continua o mesmo, nós que vamos ficando mais "velho"

Postagens mais visitadas