Brigadeiro

Brigadeiro: um docinho presente em todas as festas de aniversários infantis. Quem é que nunca fez, bolinhas cremosas roladas no granulado de chocolate ou em colheradas mornas numa tarde de domingo?
Uma das responsáveis pela introdução desta guloseima no Brasil foi uma senhora da família de um grande amigo (mas isso é assunto para uma publicação futura...).
Além de ser a vedete da mesa de doces (lado-a-lado com o bolo de aniversário) é também o nome de uma doceria em Pinheiros.

Fomos conhecer a Doceria & Café Brigadeiro na companhia da Débora e do Fernando (responsáveis pelo Brincando de Chef). Funciona em um sobradinho decorado como uma casinha (acredito que como a casinha dos sonhos da proprietária): florida, com diversas árvores frutíferas, coelhos, tartarugas e passarinhos. Uma pena estar chovendo, o ambiente externo é bem agradável. O ambiente interno é decorado com móveis e objetos vintages (a maioria está à venda).







Apenas o Marcel sabia o que queria experimentar, sorvete (na verdade ele degustou dois sorbets), nós três (Débora, Fernando e eu) ficamos algum tempo na frente da vitrine de doces, olhando e perguntando sobre as sobremesas. Optamos: Bolo de milho (parecia uma torta cremosa com coco) - R$2,50, Bolo surpresa (super doce, com recheio de brigadeiro, brigadeiro branco e crocante) – R$2,80, Bolo mousse de chocolate e avelã (com chocolate amargo) – R$4,80, Brigadeiro tradicional (bem feito e cremoso) e de pistache (com pistache de verdade e sem essência) – R$3,00 cada, Sorbet de tangerina (bem doce, talvez um pouco demais, com sabor da fruta) e Sorbet de manjericão (perfumado, tão bom que foi pedido novamente). Para cortar tanto açúcar, café espresso da marca Suplicy (suave, provavelmente pela extração mais longa, no Café Suplicy, o espresso é curto, ristretto).






A casa trabalha com poucos funcionários, por isso o cliente pega o seu pedido no balcão e leva até a mesa.

Um fim de tarde açucarado.

Postado por Nina Moori.

Comentários

Rosane Vargas disse…
Hmmmm, que sonho de degustação. Aqui no sul, chamamos o doce de "negrinho".
bjs.
Fabrícia disse…
Fiquei de olho no sorbet....
Que lugar aconchegante e delicado.
Grande abraço.
goles & nacos disse…
a doceria parece ser bem aconchegante... e eu fiquei realmente interessada no sorbet de manjericão...

deve ser muito gostoso!
beijos,
Joana
Literalmente doces recordações!
Queremos voltar lá com sol pra sentar na parte externa. Foi uma tarde muito gostosa e alegre.
Estamos bem atrapalhados com nossos trabalhos e ainda não terminamos de escrever o post sobre a Brigadeiro. Pelo visto vai ficar mesmo para o feriado.
Abraços e até a próxima!
Débora e Fernando
colher-de-pau disse…
Só coisinhas boas! Que delicia de lanche!
Silvia Arruda disse…
Que lugar fofo!! Pelas fotos esta doecria é bem do jeito que gosto. Simples, aconchegante e com tudo delicioso!
Gourmandise disse…
Rosane, a primeira vez que fui a POA, estranhei o nome! Sei que o brigadeiro branco chama-se branquinho!

Fabrícia e Joana, qdo o tempo voltar a esquentar, vou fazer sorbet de manjericão em casa. Posterei aqui.

Débora e Fernando, aguardamos a publicação de vcs sobre o Brigadeiro e linkaremos neste post.

Colher-de-pau, foi uma overdose de açúcar!

Silvia, Marcia e Nogueira, gostamos do estilo da casa, diferente da maioria.

bjo,
N.
fezoca disse…
Nina, que lugar mais fofinho! o nome brigadeiro combinou. e os doces--afeeeee...tentacao! :-)

um beijo,
Rafaela disse…
Nada melhor que um "negrinho"* bem feito.
Que lugar fofo.

Beijos
Rafaela

*para falar um pouco da língua natal, o gauchês
Valentina disse…
Que passeio gostoso.adoro estas tuas narrativas detalhadas sobre os lugares que visitas.

Postagens mais visitadas