Pãozinho do Joana Francesa


Este pão tem gosto de primeiro emprego! A minha primeira oportunidade na área de gastronomia foi como ajudante de cozinha do extinto restaurante Joana Francesa. Comecei lavando banheiro, depois fui para a pia, para fritadeira, para as saladas, para os pães e finalmente para as sobremesas (minha área)!
Eu fazia alguns pães em casa, mas nem sempre davam certo. Foi lá que aprendi a fazer um pão simples corretamente. Esta é uma versão com um pouco de farinha de centeio. 

A receita original: dissolva cento e trinta e cinco gramas de açúcar refinado (usei o mascavo) em setecentos e vinte mililitros de leite morno, junte dois tabletes de fermento biológico. Misture um quilo de farinha de trigo (usei 1/3 de farinha de centeio) com quatorze gramas de sal marinho. Faça uma cova no centro e junte a mistura com fermento, quatro ovos e duzentos e quarenta gramas de óleo de girassol.

Misture agregando cerca de quatrocentos gramas de farinha de trigo até dar o ponto (não deixe ficar muito firme, o resultado final fica melhor se estiver um pouco molinha).
Sove. Cubra e deixe crescer até dobrar de volume. Modele em bolinhas, recheando com mortadela picada (eu acrescentei um pedacinho de azeitona). Deixe crescer em placa untada. Pode-se pincelar com ovo batido e polvilhar com queijo ralado ou gergelim. Asse à 220ºC por 10 minutos e abaixe para 180ºC e asse por cerca de 15-20 minutos.


Dúvida sobre os pesos e medidas dos ingredientes? Clique aqui.

Postado por Nina Moori.

Comentários

Vitor disse…
Pães ainda são meu grande tormento! Não que eu não consiga fazê-los, mas o resultado não é o que eu espero deles, heheheh

Casca crocante e o miolo macio, mas sem aquele cara de pão caseiro! hahahah
Le Vin au Blog disse…
Marcel e Nina, depois de beber um vinho nesta terça-feira à noite (Masi Tupungato/Mistral - post em breve), tivemos a ousadia de voltar ao computador apenas para propor a vocês uma 'brincadeira'/interação entre os nossos blogs. Pensamos no 'Le Vin au Blog' sugerir um vinho ao 'Gourmandise', que definiria o melhor prato para harmonizar com ele. Em seguida, combinamos um dia, preparamos a receita, harmonizamos com o vinho escolhido e depois postamos nossos comentários sobre a experiência em nossos blogs. O que acham? Se não ficou muito claro agora, podemos falar sobre isso amanhã, quando estivermos mais sóbrios... hehehe...
Ah, claro, lembrando sempre que somos amadores - tanto na arte de cozinhar quando na de analisar vinhos.
Abraços.
Claudio e Rafaela
paula disse…
que delicia que devem ser...e a receitinha e bem simples...parabens

bjs
colher-de-pau disse…
Já copiei esta receitinha que me parece muito saborosa!
Vou experimentar de certeza!
colher-de-pau disse…
Já copiei esta receitinha que me parece muito saborosa!
Vou experimentar de certeza!
Marizé disse…
Você tem uma profissão tão linda, é uma artista. Só vejo coisas boas aqui!
Sheila disse…
sou uma verdadeira negação para pães ¬¬'
quem sabe eu não acerte com esta receita neh? vou pedir ajuda pra Lica, rsrs
Eliana Scaramal disse…
Estão lindos, quero um pra lanchar!! :)
Duly disse…
Adoro pãezinhos e os seus estão LINDOS!Beijo e bom dia!
Silvia Arruda disse…
Deu vontade de provar este pãozinho!! Fora que ele é mto charmoso, né?
Márcia disse…
Nina, do céu! Como ficam redondinhos seus pães...
Bom que são fáceis de fazer, já copiei a receita.
Beijos!
Laurinha disse…
Adoro fazer pãozinho em casa, e como vc não citou a máquina, então dá para fazer na pedra... Já anotei!
Beijinhos,
Devem ser divinos... Quentinhos, então...
Oi Vitor, existem alguns truques (para um pão crocante por fora e macio por dentro) fazendo em forno convencional: asse em um utensílio de ferro ou cerâmica, coloque um potinho com água quente no forno ou ainda espirre (uso borrifador) água dentro do forno ao colocar o pão. Mas nada como um forninho combinado ou de pedra para ajudar...

Olá Cláudio e Rafaela! Genial esta brincadeira! Precisamos antes decidir o que brilha: vinho ou prato. Por mais que uma harmonização deva exaltar vinho e comida ao mesmo tempo. Foi até engraçado ler este comentário de vcs, pois o Marcel está meio atolado no TCC da pós que é justamente sobre harmonização de vinhos e comida (o tema dele é com pratos tradicionais da cozinha brasileira). Pode mandar o nome do vinho que eu aviso ao Marcel. Qto à análise do vinho e à cozinhar, o Marcel não é especialista, apenas gosta de degustar e eu só entendo alguma coisa de doces...Mas vamos lá! No mínimo será super divertido.

Obrigada Paula, Colher, Marizé, Eliana, Duly, Silvia, Márcia e Semente de sésamo! Muitas vezes o simples é o que mais nos surpreende.

Oi Sheila, este são facílimos. Qqr dúvida me mande e-mail ou deixe um post aqui.

Oi Laurinha, prefiro fazer os pães na mão. Apenas para panettone e brioche uso a batedeira com gancho. Acho que gosto de sentir a textura e o ponto da massa nas mãos.

bjos e abs a todos,
Nina.
Aline Neme disse…
Nina,

Seus pães estão lindos!!!!

Queria muito saber fazê-los... tenho tenho a "mão", para fzer pão, sacas?!

Sobremesa tb é meu outro grande tormento!!! hehehehehe

Bjundas
Dinha disse…
Nina, ficou lindo este pão! No fim de semana, tentei fazer umas roscas. Após a massa pronta, abrir a massa, fiz na forma de um rocambole, o recheio foi de uvas passas e leite condensado, depois cortei em rodelas, e deixei crescer todas em pé, a massa cresceu linda, após ír ao forno, ficou dura por fora. Talvez tenha deixado muito fina, ou até me perguntei, se a forma de sovar estou errando. abraços.
fezoca disse…
Que delicia de paozinho! Nina, voce trabalhga em algum restaurante ou so dah aulas? beijo!
Oi Aline, acho que fazer um pão se aprende. Talvez fosse bom vc fazer junto com alguém que tenha prática. Verá como é fácil e gostoso preparar um! alguns alunos meus da faculdade odeiam confeitaria, outros amam, acho que é uma área que faz aflorar os sentimentos das pessoas.

Oi Dinha, talvez o forno estivesse muito quente. Tente diminuir a temperatura depois de 10-15 minutos. Se o recheio não vazou ao enrolar, é porque estava na espessura correta. Ainda pode ser que tenha faltado desenvolver o gluten da massa. Já fez pão com alguém que tenha experiência, às vezes ver alguém sovando um pão aprende-se mto.

Oi Fezoca, agora só dou aulas e faço/reestruturo cardápios de restaurantes, cafés e buffets. Mas sinto um pouquinho de falta da correria de uma cozinha de restaurante.
bjocas a todas,
Nina.
Mariângela disse…
Oi Nina, tu não preparastes a esponja antes? Já fostes misturando tudo? ficaram super bonitos os pãezinhos,beijo!
Oi Mariângela, este pão é método direto, não precisa de esponja. bjinho, Nina.
Mariângela disse…
O que tu chamas de método direto?
´beijo e obrigada!
Mariângela disse…
eu quis dizer, tu fizestes manualmente ?beijo!
Oi Mariângela,
Método direto é quando os ingredientes do pão são misturados todos de uma vez só, sem adição de esponja, biga ou massa azeda. Ou seja, não é necessário uma pré preparação.
Um pão de método direto pode ser feito na máquina ou na mão (manualmente). O pão que usa esponja, biga ou massa azeda tbm. O método usado independe da forma de "sovar/trabalhar" a massa.
bjoca,
Nina.
Márcia disse…
Nina, já me meti na proposta q o Cláudio e a rafaela te fizeram... veja lá no blog deles...
hehehehehe
Bjos!
Márcia, por mim ok! Estou esperando eles dizerem qual será o vinho escolhido.
bjo,
Nina.
Smas disse…
Olá!
Esse pão deve ser delicioso e é bem simples!
Mais um para a minha longa lista de "a experimentar!"
E fique à vontade para pegar o que quiser na minha cozinha ;)
bia disse…
meu deus, estou babando, tao perfeitinhos os paes !! bjs
Smas e Bia, como este pão não precisa de esnponja, é bem rápido dá para começar antes das visitas chegarem e servir quentinho!
bjocas,
Nina.
Laurinha disse…
Nina,
vou me aventurar e preparar este pãozinho, seguindo suas instruções.
Pergunto:
. para uma casca mais crocante, é válido colocar uma bandeja com água fervendo no assoalho do forno, enquanto o pãozinho assa?
. caso eu consiga prepará-lo de acordo, posso publicar no meu blog?
Aguardo ansiosa.
Beijinhos,
Oi Laurinha, pode-se colocar água quente no forno sem problemas.
Sinta-se a vontade para testar e dar opiniões sobre qqr coisa que publico no blog! Qqr dúvida me mande e-mail ou deixe uma mensagem no blog. Me avise qdo publicar!
bjo,
Nina.
Letrícia disse…
Nina, assei estes pãezinhos maravilhosos na semana passada (e eles já foram devidamente devorados pelo hômi). Você se importa de eu publicar a receita no meu blog?

Beijos!
Verena disse…
Querida Nina, fiz esta receita neste final de semana e foi super aprovada! Que delícia de massa, não fica seca...e fiz na 6a feira, ainda hoje estão fofinhos!
Só que na ânsia de fazer copiei errado e onde vc menciona colocar 1000g de trigo escrevi 100g...na hora achei super estranho pois não dava ponto e tive que colocar muito mais trigo...Agora relendo a receita vi que copiei errado!
Vou fazer novamente e imprimir...adorei!
Obrigada pela dica, beijos!
Gourmandise disse…
Que bom!
Já repeti esta receita com alterações: inclui farinha integral, farinha de aveia, farinha sarracena, nozes picadas e recheios variados.

bjo,
N.

Postagens mais visitadas