Não ferva, por favor

Tenho visto e experimentado misoshiru em diversos restaurantes japoneses. Raramente (raramente mesmo!) é preparado da forma correta. Ou fervem por tempo interminável, usam aji-no-moto, usam um misso horrível ou é super salgado.
A “sopinha japonesa de massa de soja fermentada” é tão simples, não entendo porque erram tanto!















Misoshiru da dona Y.:
O miso dela é feito com uma mistura de 1 pacote de miso escuro, um de miso claro e ¾ cup de sake (uso esta mistura para qualquer receita que leve misso). Misture bem e conserve em geladeira.
Ferva água (cerca de 1,5L). Baixe o fogo e una ½ tsp de hondashi (tempero de peixe seco). Quando faço com tofu, adiciono cortado em cubos pequenos na água ainda fria e deixo cozinhar sem ferver (eles sobem átona depois de cozidos). Se a sopa usar ingredientes como wakame, adicione-o e deixe cozinhar até amaciar. Pode-se acrescentar ingredientes como cenoura, acelga, vôngole, etc.
Abaixe o fogo no mínimo e, com ajuda de uma peneira (ou cestinha própria para misoshiru), adicione o miso (cerca de 4tbsp – depende da marca). Não ferva de maneira alguma! Desligue e sirva. No verão, tomamos gelado e no inverno, quente.

Postado por Nina Moori.

Comentários

Marizé disse…
Mais uma lição muito util. Obrigada Nina.
Sheila disse…
E pra quem usa em pasta, como eu?
Eliana Scaramal disse…
Agora aprendi a fazer, me aguarde!! :)
Marizé e Eliana, espero ter ajudado! O blog serve para isso...rsrsrs
Sheila, a pasta pronta é prática, mas confesso que não me lembro do sabor. O importante é você estar satisfeita com o sabor.

bjos meninas,
Nina.
fezoca disse…
eu aprendi a fazer sopa de misô nos meus tempos de macrobiótica e sempre ouvia que não se devia ferver a pasta de soja, desde entao sigo sempre essa regra. beijo!
Cláudia disse…
Ola´, Nina, adorei a sua instrução sobre o missoshiro, eu adoro. Sempre faço para mim e para o meu marido. Aprendemos na colônia japoneza Tozan aqui de Campinas, onde nosssas filhas jogavam softball. Eu nunca fervi, mas faço de um jeitinho bem mais simples. Só com o misso (claro ou escuro) e com a Hondashi. E os ingredientes eu coloco à parte, alga, salsinha, cebolinha, tofu, para colocarmos na hora em nossa cumbuquinha. Pelo menos foi assim que eu aprendi. Agora vou experimentar do seu jeito.
bjs
Adorei!
Fezoca e Claudia, fico feliz em saber que as dus sempre fizeram e degustaram o missoshiru!
bjocas,
Nina.

Postagens mais visitadas